AGU obtém condenação de drogaria por fraudes com verba do Farmácia Popular

Imprimir: AGU obtém condenação de drogaria por fraudes com verba do Farmácia Popular Compartilhamento: AGU obtém condenação de drogaria por fraudes com verba do Farmácia Popular AGU obtém condenação de drogaria por fraudes com verba do Farmácia Popular AGU obtém condenação de drogaria por fraudes com verba do Farmácia Popular AGU obtém condenação de drogaria por fraudes com verba do Farmácia Popular
Publicado : 10/12/2018 - Atualizado às : 12:54:19

Imagem: freepik.com
Imagem: freepik.com

A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve na Justiça Federal a condenação de uma drogaria na cidade de Barbacena (MG) e de sua proprietária por aplicação irregular de recursos públicos federais destinados ao Programa Farmácia Popular.

As irregularidades consistiam na ausência de documentação relativa aos cupons fiscais dos remédios; na entrega de medicamentos para pessoas diferentes das registradas nos cupons – com possível falsificação de assinaturas; na ausência de assinatura dos usuários do medicamento em alguns cupons; na entrega de remédios em quantidade superior à utilizada pelos usuários; no fornecimento de medicamentos não utilizados pelo titular do CPF cadastrado; e na distribuição aos clientes de cartões de fidelidade em nome do Programa Farmácia Popular, o que é proibido pela legislação.

Por isso, a Procuradoria-Seccional da União em Juiz de Fora (PSU/Juiz de Fora), unidade da AGU que atuou no caso, moveu uma ação contra a empresa e sua dona demonstrando, por meio dos procedimentos de Tomada de Contas Especial e auditoria realizada pelo Ministério da Saúde, as irregularidades cometidas entre abril de 2008 a agosto de 2014.

A Vara Federal de São João Del Rei (MG) acolheu os argumentos da AGU e condenou as envolvidas a ressarcir a quantia de R$ 373 mil aos cofres públicos, além de pagar custas processuais e honorários advocatícios de sucumbência estipulados em 10% do valor da causa.

A PSU/Juiz de Fora é unidade da Procuradoria-Geral da União (PGU), órgão da Advocacia-Geral da União.

Ref.: Processo nº 0002525-92.2017.4.01.3815 – Vara Única Federal de São João Del Rei (MG).

Leonardo Werneck


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »