Biblioteca Digital da Escola da AGU é reconhecida no Prêmio Innovare

Imprimir: Biblioteca Digital da Escola da AGU é reconhecida no Prêmio Innovare Compartilhamento: Biblioteca Digital da Escola da AGU é reconhecida no Prêmio Innovare Biblioteca Digital da Escola da AGU é reconhecida no Prêmio Innovare Biblioteca Digital da Escola da AGU é reconhecida no Prêmio Innovare Biblioteca Digital da Escola da AGU é reconhecida no Prêmio Innovare
Publicado : 10/02/2010 - Atualizado às : 17:10:17
A Biblioteca Digital da Escola da Advocacia-Geral União (EAGU) foi reconhecida na 6ª Edição do Prêmio Innovare, na categoria "Advocacia Cidadã". O Prêmio tem o objetivo de desenvolver e premiar projetos de modernização da Justiça brasileira.

A EAGU inscreveu a iniciativa da Biblioteca Digital, que existe desde dezembro de 2008, no prêmio. O acervo digital demorou um ano para amadurecer até seu lançamento e, foi criado para facilitar o trabalho dos servidores, advogados e procuradores do órgão e o acesso aos principais periódicos de circulação nacional na área Jurídica.

Contratar editoras que disponibilizam revistas e boletins jurídicos online foi a primeira inovação do projeto, pois garante o acesso por todos os membros da AGU. Anteriormente, uma pequena parte desses periódicos era assinada e chegavam apenas algumas unidades impressas. Com a disponibilização digital, a Advocacia está disseminando o conhecimento para mais áreas do órgão e para a maior quantidade de pessoas. Para ter acesso, basta que o servidor da AGU utilize seu login e sua senha.

Entre as boas práticas, destaca-se a redução de custos provenientes das assinaturas e a criação de uma alternativa sustentável para diminuir o consumo do papel. Por todos esses motivos, o projeto da Biblioteca Digital foi escolhido como representante da categoria "Advocacia Cidadã".

O Instituto Innovare premia os inscritos depois de identificar, ao longo de um ano inteiro, as práticas do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Advocacia que possam garantir a ordem social, solucionar conflitos de forma ágil e com qualidade, realizar grande modernização na Justiça e estimular a multiplicação dessas atitudes.

Adriana Izel/Letícia Verdi Rossi

Fonte: ASCOM/AGU
 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »