Judicialização da saúde será debatida em evento da Escola da AGU em Porto Alegre

Imprimir: Judicialização da saúde será debatida em evento da Escola da AGU em Porto Alegre Compartilhamento: Judicialização da saúde será debatida em evento da Escola da AGU em Porto Alegre Judicialização da saúde será debatida em evento da Escola da AGU em Porto Alegre Judicialização da saúde será debatida em evento da Escola da AGU em Porto Alegre Judicialização da saúde será debatida em evento da Escola da AGU em Porto Alegre
Publicado : 23/10/2019 - Atualizado às : 13:53:37

Imagem: brasil.gov.br
Imagem: brasil.gov.br

A Escola da Advocacia-Geral da União no Rio Grande do Sul e a Procuradoria-Regional da União da 4ª Região realizam na próxima sexta-feira (25/10) o II Seminário Regional de Judicialização da Saúde.

O evento, que ocorrerá no auditório da sede da AGU em Porto Alegre, reunirá autoridades das áreas da saúde e jurídicas do país para tratar da judicialização da saúde e seus efeitos no Sistema Único de Saúde (SUS). O seminário é aberto ao público e as inscrições podem ser feitas aqui.

A iniciativa de realização do seminário é da Equipe de Alto Desempenho em Saúde (EQUAD-Saúde) da PRU4 e leva em consideração o impacto produzido nos cofres públicos em decorrência de ações judiciais envolvendo pedidos de tratamentos, medicamentos e insumos de saúde.

Idealizador do evento, o coordenador da EQUAD-Saúde/PRU4, advogado da União Darlan de Carvalho Junior, explica a situação atual: "Para se ter ideia da proporção tomada pela judicialização da saúde, o valor global gasto pelo Ministério da Saúde no ano de 2018 em cumprimento às decisões judiciais proferidas em demandas de saúde foi de R$ 1,3 bilhão. E estima-se que o impacto financeiro da judicialização da saúde, quando considerados todos os entes, chega a sete bilhões de reais".

O seminário está dividido em dois painéis: Análise Econômica das Demandas de Saúde e Registro, Avaliação e Incorporação de Medicamento. Para tratar dessas questões, estarão presentes o professor doutor em Direito, Daniel Wei Liang Wang, da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e o ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Gonzalo Vecina Neto. Médico e professor de saúde pública da Universidade de São Paulo (USP), Vecina Neto é considerado uma das figuras mais importante do país quando se trata de pensar o SUS.

O Conselho Nacional de Justiça estará representado pela coordenadora do Comitê Executivo da Saúde do Estado do Paraná, a juíza federal Luciana Veiga; e o Ministério da Saúde pela analista de políticas públicas Vânia Canuto.

O evento também contará com a participação do professor doutor Giacomo Balbinotto, do Programa de Pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde ministra a disciplina Economia da Saúde e Farmacoeconomia, e do coordenador de Política de Assistência Farmacêutica da Secretaria Estadual de Saúde, Roberto Eduardo Shneiders.

Da PRU4, o coordenador da EQUAD-Saúde realizará palestra sobre Avaliação e Incorporação de Medicamento no II painel. A abertura do evento ficará por conta da procuradora-regional da União da 4ª Região, Mariana Filchtiner Figueiredo, e do desembargador Niwton Carpes da Silva, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

Isabel Crossetti


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »