AGU poderá consultar de forma eletrônica dados sobre imóveis do DF

Imprimir: AGU poderá consultar de forma eletrônica dados sobre imóveis do DF Compartilhamento: AGU poderá consultar de forma eletrônica dados sobre imóveis do DF AGU poderá consultar de forma eletrônica dados sobre imóveis do DF AGU poderá consultar de forma eletrônica dados sobre imóveis do DF AGU poderá consultar de forma eletrônica dados sobre imóveis do DF
Publicado : 21/08/2019 - Alterado : 30/08/2019

Fotos: Daniel Estevão/AscomAGU
Fotos: Daniel Estevão/AscomAGU

O advogado-geral da União, André Mendonça, e o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Distrito Federal (Anoreg/DF), Allan Guerra, assinaram nesta quarta-feira (21/08) um acordo de cooperação que irá possibilitar o intercâmbio de informações entre os órgãos de forma eletrônica.

Por meio do acordo, a Advocacia-Geral da União (AGU) terá acesso à base de dados dos nove cartórios de registro de imóveis do DF, e com isso, poderá consultar as matrículas e outras informações sobre os bens. “O acordo vai permitir uma maior agilidade na identificação dos bens imóveis e dos proprietários desses bens, a fim de permitir a execução dos créditos da União em relação aos seus devedores. Isso, por exemplo, pode ter uma repercussão grande na recuperação de valores em caos de corrupção”, afirmou o advogado-geral, André Mendonça.

Segundo a Anoreg, o convênio é pioneiro no país e a ideia é que ele seja ampliado outras unidades da federação. “Nós que sempre fomos vinculados à segurança jurídica estamos contribuindo para a transparência e para a maior efetividade na prestação de serviço público”, afirmou o presidente da Anoreg/DF, Allan Guerra.

Também participaram da assinatura do termo de cooperação o adjunto do advogado-geral da União, Fabricio da Soller; o coordenador de geral de cobranças da Procuradoria-Geral Federal, Fabio Munhoz, e o subprocurador-geral federal, Avio Britto.

“Até a assinatura desse convênio a relação era em papel e era uma relação muito mais demorada e burocrática”, afirmou Fabio Munhoz.

As consultas à base de dados da Anoreg por parte da AGU serão informativas e não irão substituir consultas formais e nem terão eficácia de certidão expedida pelo cartório de imóveis.


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »

Imagens Relacionadas

Fotos: Daniel Estevão/AscomAGU