Tese da AGU sobre responsabilidade em dívidas trabalhistas prevalece no TST

Imprimir: Tese da AGU sobre responsabilidade em dívidas trabalhistas prevalece no TST Compartilhamento: Tese da AGU sobre responsabilidade em dívidas trabalhistas prevalece no TST Tese da AGU sobre responsabilidade em dívidas trabalhistas prevalece no TST Tese da AGU sobre responsabilidade em dívidas trabalhistas prevalece no TST Tese da AGU sobre responsabilidade em dívidas trabalhistas prevalece no TST
Publicado : 18/07/2019 - Atualizado às : 17:33:02

Foto: Renato Menezes/AscomAGU
Foto: Renato Menezes/AscomAGU

A Advocacia Geral da União reverteu, no Tribunal Superior do Trabalho (TST), decisão que era desfavorável à União em processo trabalhista movido por empregada terceirizada da Receita que não havia recebido todas as parcelas devidas pela empresa contratante.

O processo tramitou na 2ª Vara do Trabalho de Araraquara-SP e foi julgado procedente contra a empresa, condenada a pagar R$ 25 mil à empregada. Mas a União também foi condenada em conjunto diante da alegação de que teria falhado na fiscalização contratual (responsabilidade subsidiária).

O Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região manteve esse entendimento ao decidir o recurso interposto pela AGU, o que motivou novo recurso, dirigido ao TST (Recurso de Revista).

Como o TRT da 15ª Região negou seguimento ao recurso, impedindo a análise pelo TST, a AGU interpôs agravo de instrumento para que suas alegações fossem apreciadas pelo tribunal superior, e pedindo que a União fosse excluída da condenação porque o processo demonstrou a correta e adequada fiscalização contratual.

O TST acatou todos os argumentos da AGU, e aplicando a jurisprudência atual sobre o tema, considerou que não se pode imputar qualquer responsabilidade à União quando não existir falha comprovada na fiscalização contratual em contratos de terceirização.

Referência: Processo Originário nº 0011632-50.2014.5.15.0079 - 2ª Vara do Trabalho de Araraquara/SP.


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »