Organização Mundial de Saúde elogia ação da AGU contra fabricantes de cigarros

Imprimir: Organização Mundial de Saúde elogia ação da AGU contra fabricantes de cigarros Compartilhamento: Organização Mundial de Saúde elogia ação da AGU contra fabricantes de cigarros Organização Mundial de Saúde elogia ação da AGU contra fabricantes de cigarros Organização Mundial de Saúde elogia ação da AGU contra fabricantes de cigarros Organização Mundial de Saúde elogia ação da AGU contra fabricantes de cigarros
Publicado : 24/05/2019 - Alterado : 29/05/2019

Imagem: brasil.gov.br
Imagem: brasil.gov.br

O Secretariado da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT) da Organização Mundial da Saúde (OMS) parabenizou a Advocacia-Geral da União (AGU) por buscar a condenação das empresas multinacionais de tabaco pelos custos sociais e econômicos a ressarcir os cofres da União pelas despesas com tratamentos de doenças causadas pelo tabaco. A ação civil pública foi ajuizada na terça-feira (21), na Justiça do Rio Grande do Sul. 

Em nota publicada na internet, a OMS ressaltou que a atuação da AGU faz parte da implementação da CQCT, que é um tratado internacional de saúde pública. A convenção estabelece que governos dos 181 países membros, inclusive o Brasil, devem adotar as medidas necessárias para controlar o consumo de tabaco e proteger a saúde pública. Segundo a OMS, a responsabilização civil e a compensação dos danos ocasionados pelo tabagismo fazem parte dos compromissos dos países e são pontos importantes para o controle.

“A manifestação de apoio da OMS evidencia o reconhecimento internacional do Estado brasileiro por promover o pedido de ressarcimento das empresas de cigarro. Trata-se do cumprimento de um pacto internacional que, até agora, somente poucos países conseguiram implementar. Receber esse apoio do próprio Secretariado da Convenção-Quadro demonstra que a Advocacia-Geral da União está no caminho certo”, afirmou o coordenador Regional de Atuação Proativa da Procuradoria-Regional da União na 4ª Região, Davi Bressler,

 Segundo a OMS, a epidemia do tabaco é uma das maiores ameaças à saúde pública que o mundo já enfrentou e é responsável pela morte de sete milhões de pessoas por ano. Além disso, o uso do cigarro e a exposição à fumaça aumentam drasticamente o custo dos cuidados com a saúde, além de levar a outros impactos onerosos para a sociedade. A nota destaca, ainda, os dados apresentados pela AGU de que gastos com saúde pública devido ao consumo de cigarro chegam a bilhões de reais por mês no Brasil.


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »