Extinto processo em que trabalhadores do Porto de Santos pediam indenização

Imprimir: Extinto processo em que trabalhadores do Porto de Santos pediam indenização Compartilhamento: Extinto processo em que trabalhadores do Porto de Santos pediam indenização Extinto processo em que trabalhadores do Porto de Santos pediam indenização Extinto processo em que trabalhadores do Porto de Santos pediam indenização Extinto processo em que trabalhadores do Porto de Santos pediam indenização
Publicado : 18/06/2003 - Alterado : 31/01/2009
inserir texto aquiA Advocacia da União em Santos (SP) conseguiu (05/06/03) na Justiça extinguir com julgamento do mérito, o processo em que estivadores do Porto de Santos pretendiam receber indenização por danos materiais e morais, por supostos prejuízos causados pela Lei de Modernização dos Portos (Lei nº 8.630/93).

O juiz Roberto Lemos dos Santos Filho acatou os argumentos da AGU de que os trabalhadores não possuem qualquer vínculo com a União e que o pedido deve ser feito ao Órgão Gestor de Mão-de-Obra (Ogmo), instituído pela Lei de Modernização dos Portos. Além disso, a Lei de Modernização dos Portos, que dispõe sobre o regime jurídico de exploração dos portos organizados e das instalações portuárias é totalmente constitucional.

Em sua decisão, o juiz Roberto Filho destacou que a Lei nº 8.630/93 é uma norma abstrata e geral, atuando sobre toda a coletividade, e se expressa no domínio sobre todas as pessoas e bens existentes no território nacional. Portanto, "não poderia por si só, causar danos materiais ou morais a pessoas individualmente".


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »