EAGU-BA PROMOVE TEMPO da prática MEDITAÇÃO!

Imprimir: EAGU-BA PROMOVE TEMPO da prática MEDITAÇÃO!  Compartilhamento: EAGU-BA PROMOVE TEMPO da prática MEDITAÇÃO!  EAGU-BA PROMOVE TEMPO da prática MEDITAÇÃO!  EAGU-BA PROMOVE TEMPO da prática MEDITAÇÃO!  EAGU-BA PROMOVE TEMPO da prática MEDITAÇÃO!
Publicado : 06/12/2018 - Alterado : 10/12/2018

O filósofo Henri Bergson apresenta o conceito de tempo como qualitativo no que tange ao instante vivido e pertencente à subjetividade do sujeito. Em contraponto, critica a objetividade mecânica concretizada pela marcação do relógio, que faz uso de movimentos de divisão a exemplo de horas, minutos e segundos.

Bergson (1859-1941) foi um filósofo muito influente na segunda metade do século XX, tendo ganhado o prêmio Nobel de Literatura em 1927. Inclusive, o pensamento bergosiniano é presente em reflexões filosóficas no contexto de aceleração do tempo, tão característico na vida do indivíduo no mundo contemporâneo.

Indaga-se, então: o tempo corrido do relógio é o tempo? Onde está o tempo? Vive-se a angústia da falta de tempo? Exclama-se: o tempo foge!  A ansiedade nos rouba o instante! A experiência acelerada marcada pelas novas tecnologias permite a simultaneidade de vários tempos!

Por fim, como a pessoa lida com o tempo na contemporaneidade?

Ah! Teríamos que promover muitos diálogos dessa natureza sobre o tempo objetivo-mecânico-físico e o tempo qualitativo-subjetivo-vivido, inclusive convidando diferentes especialistas. Concorda?

Por outro lado, a EAGU-BA já reflexiva sobre a questão do tempo, possibilitou na manhã de 30/11/18 a experiência com o instante vivido, ou melhor, com o tempo presente através da meditação.

A prática meditativa foi guiada por Gutembergue Livramento, mestre em Medicina Ocidental e Medicina Chinesa, professor em Medicina e Saúde Humana, dentre outras qualificações. O especialista elencou para o público presente as diferentes patologias decorrentes do stress da vida humana contemporânea. E paralelamente apontava os benefícios saudáveis da meditação diária.

Citou ainda que há um ritmo de stress orgânico/metabólico tão vinculado ao dia a dia do indivíduo, que muitas pessoas ainda não percebem. Todavia, a mente e o corpo, quando submetidos à avaliação clínica apresentam características de adoecimento. Até porque a qualidade de vida não é a mais adequada, reforçou o mestre.

Fez uso do conhecimento científico oriundo da medicina nutricional – quântica – dentre outros. Advertiu sobre a importância de uma respiração saudável com foco na respiração abdominal que é um princípio fundamental para modulação do sistema nervoso interno e regulação dos neurotransmissores. Enquanto isso, enumerava os benefícios para o corpo e a mente, consequentemente para a saúde biopsicossocial. Enfatizou ainda como é importante utilizar outros sistemas além do cérebro, para absorver e potencializar a energia.  Destacando inclusive que os indivíduos com stress perdem a capacidade de respirar adequadamente tendo consequências deletérias.

Um outro aspecto da exposição temática foi sobre as influências das cargas magnéticas de aparelhos eletroeletrônicos, que provocam alterações em campos magnéticos. E além disso, também, produzem alterações nas condições de percepção do ser humano originando o aparecimento do stress face a alteração do campo vibracional, dentre outros.

Apresentou os argumentos com base em pesquisa científica e ao final convidou o grupo para uma prática de meditação. Enfim, todos puderam usufruir de uma técnica de relaxamento corporal com modulação através da respiração abdominal, visualização criativa e quietude mental.

Foi perceptível o clima de satisfação e bem-estar no semblante físico das pessoas do auditório, ratificado pelos depoimentos de qualificação positiva da atividade vivenciada, dentre outros comentários de validação ao momento vivido. Elogios diversos foram verbalizados quanto ao desempenho do especialista na condução da vivência e, consequentemente comprovando os benefícios da meditação tão difundido antes e durante o evento de qualidade de vida.

E válido registrar que estiveram presentes servidores, procuradores federais (PF), advogados da união (PU), estagiários AGU e estudantes de Acupuntura da Instituição IBRAPEQ.

Iolanda Almeida Santos / Pedagoga   EAGU-BA   30/11/2018


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »