"I Encontro Catarinense de Mindfulness e Envelhecimento" - Escola da AGU/SC

Imprimir:  Compartilhamento:
Publicado : 23/11/2018 - Alterado : 28/11/2018

Nos dias 22 e 23 de novembro está sendo realizado o I Encontro Catarinense de Mindfulness e Envelhecimento, no auditório do Espaço Físico Integrado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Este evento está sendo promovido pelo Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI), da Pró-Reitoria de Extensão da UFSC, em parceria com pesquisadores da Universidade de São Paulo e especialistas do Centro – Mente Aberta: Mindfulness e Promoção da Saúde e conta com o apoio da Escola da AGU de Santa Catarina.

O Mindfulness, que também é chamado de “Atenção Plena”, mescla meditação e técnicas de autoconhecimento, que possibilitam ao participante diminuir a ansiedade, o déficit de memória e atenção, a depressão e o estresse. Este método tem sido utilizado em vários países, pois tem se demonstrado bastante eficaz para a manutenção do equilíbrio emocional dos participantes, bem como para o aumento de sua produtividade no trabalho, nos estudos e no dia-a-dia.

No evento foram apresentados dados que ressaltam a importância da adoção do Mindfulness nas empresas, com o objetivo de melhorar o rendimento dos trabalhadores. Um destes dados indica que as pessoas que não treinam a sua atenção perdem, em média, 47% mais tempo para executar algumas tarefas. Segundo estudos, a execução de várias tarefas ao mesmo tempo faz com que percamos dez vezes mais tempo, do que se focássemos em uma única tarefa por vez.

O fato de estarmos “hiperconectados”, resolvendo problemas do trabalho, da família, respondendo redes sociais - quase que tudo ao mesmo tempo - gera um estresse muito grande no cérebro. Este estresse pode levar a depressão, mal que tem matado mais pessoas do que as mortes geradas por causas violentas, como assassinatos, por exemplo.

O Mindfulness além de ser benéfico para os profissionais, ainda tem excelentes resultados na melhoria da qualidade de vida dos aposentados. Alguns estudos recentes indicam que as pessoas que praticam Mindfulness gastam cento e cinquenta dólares a menos em remédios por ano, o que levou as autoridades de saúde do Reino Unido em torna-lo uma política pública em seu sistema de saúde.

O I Encontro Catarinense de Mindfulness e Envelhecimento conta com renomados pesquisadores da UNIFESP como o Professor Doutor Marcelo Marcos Piva Demarzo, a Professora Doutora Vera Lúcia Morais Antônio de Salvo e a Doutora Viviam Vargas de Barros. A especialista em Mindfulness, Mestre Lenemar Nascimento Pedroso e a especialista em Terceira Idade, Jordelina Schier, são as coordenadoras do evento.

O apoio da Escola da AGU de Santa Catarina ao I Encontro Catarinense de Mindfulness e Envelhecimento faz parte do Programa de Saúde e Qualidade de Vida do Servidor.


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »