Honorários advocatícios não podem ser abatidos do valor devido pela parte

Imprimir: Honorários advocatícios não podem ser abatidos do valor devido pela parte Compartilhamento: Honorários advocatícios não podem ser abatidos do valor devido pela parte Honorários advocatícios não podem ser abatidos do valor devido pela parte Honorários advocatícios não podem ser abatidos do valor devido pela parte Honorários advocatícios não podem ser abatidos do valor devido pela parte
Publicado : 11/08/2017 - Atualizado às : 16:29:35

Foto: mt.gov.br
Foto: mt.gov.br

A parte vitoriosa de ação contra a União não pode abater o valor que deve pagar em honorários advocatícios do montante que receberá do ente público na execução da sentença. Foi o que a Advocacia-Geral da União (AGU) demonstrou no âmbito de embargos de declaração apresentado para questionar decisão judicial que havia a compensação da quantia.

Nos embargos, a Procuradoria-Regional da União na 1ª Região (unidade da AGU que atuou no caso) explicou que tal compensação somente seria possível se duas pessoas fossem ao mesmo tempo credoras e devedoras uma da outra – o que não é o caso, uma vez que os honorários pertencem aos advogados e não às partes, conforme o Código de Processo Civil (artigo 85, § 14) e o Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (artigo 23).

Os argumentos foram acolhidos pela Justiça Federal de Brasília, que lembrou, ainda, que a compensação pleiteada não é possível porque a Lei nº 13.327/16 estabeleceu que o pagamento de honorários deve ser destinado aos advogados públicos, e não ao ente público.

Processo nº 0010950-68.2012.4.01.3400 – 13ª Vara Federal de Brasília.


 
« Notícia anterior
 
Próxima notícia »