Revista da AGU

Compartilhamento: Revista da AGU Revista da AGU Revista da AGU
publicado : 14/12/11

Revista da AGU Nº 39
Revista da AGU Nº 39
A Revista da AGU recebeu, em maio de 2013, o importante selo Qualis B2, qualificação almejada por inúmeras publicações jurídicas, após processo de avaliação e seleção realizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (CAPES). Esta certificação é uma indicação do amadurecimento, do sucesso e da excelência alcançados pelo periódico.

A Revista Impressa da AGU conta com editoria geral, coordenação editorial e assessoria de um Conselho Editorial, responsável pela seleção dos trabalhos a serem publicados, seleção essa que é realizada sem identificação dos autores e avaliadores. Este conselho é composto por mais de 20 integrantes, doutores e mestres, professores de instituições de ensino e membros das carreiras da AGU.

Durante os três últimos anos a Revista da AGU sofreu consideráveis modificações: em 2009 foram acrescidas 100 páginas aos novos números, passando de 300 páginas para 400; foi alterada a periodicidade que passou de quadrimestral a trimestral, aumentando assim a quantidade de artigos publicados.

O periódico publica predominantemente artigos dos membros das carreiras da Advocacia-Geral da União, estando aberta à publicação de artigos de outros professores, autores ou pesquisadores e, eventualmente, à artigos estrangeiros de autores convidados. São admitidos também textos sobre gestão e administração de órgãos jurídicos, gestão de sistemas de controle processual, gestão de pessoas, formação e aperfeiçoamento.

Os textos são apresentados principalmente sob a forma de artigos, mas são publicados também pareceres, comentários à jurisprudência, estudos, projetos e outros trabalhos escritos de interesse institucional.

A distribuição do periódico é feita para todas as unidades da AGU cadastradas no sistema da Secretaria-Geral, sendo encaminhada também para aos Tribunais Superiores, Tribunais Regionais, Seções Judiciárias, Ministério Público, Procuradorias dos Estados, Bibliotecas Públicas, Bibliotecas universitárias, entre outras entidades que lidam com o Direito, com o propósito de difundir o conhecimento e a produção intelectual dos membros das carreiras jurídicas atuantes na defesa dos interesses públicos.